Resenha: Cartas de Amor aos Mortos

Olááá, aqui estou eu com a minha segunda resenha para o bog YEEY!, ao contrário da primeira que eu escrevi logo após terminar a leitura, hoje eu estou trazendo uma resenha de um livro que eu li a cerca de um ano. A bastante tempo eu tenho em mente a ideia de escrever essa resenha e trazer para vocês; foi uma das minhas melhores leituras, assim como “As Vantagens de Ser Invisível”. Mas por algum motivo desconhecido, não conseguia escrever nada que fosse do meu agrado.
Sem mais delongas…

IMG_20171008_200225
Foto lindínea da minha edição de “Cartas de Amor aos Mortos”

Cartas de Amor aos Mortos – Ava Dellaira

Drama (Jovem/Adulto) | Editora: Seguinte | Classificação: ⭐⭐⭐⭐⭐ (5/5)

Após a morte da irmã, May, e a mudança da mãe, Laurel se viu abandonada, estava devastada, precisava seguir em frente e viver a sua vida, mas os fantasmas do passado não a deixavam sozinha em momento algum. Mudou de escola e sua primeira tarefa de Inglês era bem simples, ou pelo menos acreditou que seria, escrever uma carta para alguém já morto.
Laurel fez uma espécie de diário com o que deveria ser a tarefa e após alguns dias seu caderno estava repleto de cartas para pessoas como Kurt Cobain, Amy Winehouse, Janis Joplin, Heath Ledger… Porém nenhuma delas, jamais foi entregue a professora, eram pessoais demais.
Nas cartas, a garota falava sobre a vida (e morte) do famoso e em meio a isso contava sobre situações de sua vida, seus novos amigos e acima de tudo sobre a irmã.
Para Laurel, Amy era a garota perfeita, que jamais errava e todos sabemos que não existe ninguém assim, por mais incrível que alguém seja, esse alguém também erra. Muitas coisas aconteceram com Laurel por conta de escolhas da irmã e enquanto ela não assumir a verdade sobre isso e poder perdoar a irmã e a si mesma, nada vai realmente mudar.

A maneira como a autora traz acontecimentos tão “catastróficos” e o luto é tão simples, os personagens são tão cativantes, nos envolvendo na história e tornando a leitura muito agradável. É um livro que nos faz pensar sobre como as coisas acontecem de repente e que mostra que ao contrário do que todos dizem, depois que perdemos uma pessoa importante nada volta ao normal, a partir desse acontecimento as coisas mudaram e bem provavelmente vão mudar mais, mas isso não significa que você tem que desistir, significa que você vai precisar se adaptar e que vai aprender a conviver com a saudade.

O fato de Laurel ter sido praticamente abandonada pela mãe, também fez uma grande diferença nessa nova vida que estava iniciando, sim é difícil lidar com a morte de um filho, mas isso não significa que você pode simplesmente abandonar o outro, uma coisa não justifica a outra; eu não sei se conseguiria perdoa-la como Laurel fez. Mas o fato de ela ter conseguido perdoar a mãe e aceitar a verdade a fez seguir em frente, se adaptando as mudanças e vendo o quão forte é.
Ao longo da história vemos que Laurel vai amadurecendo ao escrever as cartas, no inicio ela era apenas uma menina que estava acostumada a viver a sombra da irmã mais velha e a partir da morte da mesma ela passa a viver a sua vida e ver o mundo com a sua perspectiva e não a de May.

A narrativa do livro é feita a partir das cartas que Laurel escreveu, ao contrário dos livros mais “comuns” que são escritos em capítulos e/ou partes de determinada história. Cada carta é repleta de uma escrita encantadora, é um livro que me tocou profundamente e me fez ter um olhar diferente sobre diversos pontos, a maneira como a protagonista endeusava a irmã me deixou meio estressada e com vontade de entrar no livro, me sentar de frente a ela e dizer que ela precisava acordar e ver que a irmã era um ser humano como qualquer outro, mas ao longo do livro, pude perceber que ela não precisava do meu conselho e sim de tempo para entender as coisas.

Sem duvida é um dos melhores livros que já li e ele mexeu comigo demais, impossível classifica-lo com menos 5 estrelas!

276be75aa468466bedf4997a401c1c9b.jpg
“Tem coisas que não posso contar para ninguém além das pessoas que já não estão mais aqui.”

Bom gente, é isso, espero que tenham gostado e que leiam esse livro. Se já leu comenta aqui em baixo o que achou, vamos conversar!
Até a próxima sabidos, um beijo, um queijo e tchau!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s